Organizações do Setor
Chesf
Compartilhar
Nome
Chesf
Data
15 de março de 1948
Tipo de organização
Empresa de geração e transmissão de energia elétrica
Verbete

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), foi instituída pelo Decreto-Lei nº 8.031, de 3 de outubro de 1945 e constituída em 15 de março de 1948. Integra o grupo de empresas controladas pela Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras). 

A Chesf foi criada com o objetivo de promover a construção de uma grande usina hidrelétrica que explorasse o potencial energético da cachoeira de Paulo Afonso, situada no rio São Francisco, entre Alagoas e Bahia. Seu aproveitamento possibilitaria atender ao nordeste brasileiro. A organização da companhia ficou a cargo do Ministério da Agricultura.

As obras de construção da hidrelétrica de Paulo Afonso I tiveram início em fevereiro de 1949 e sua inauguração ocorreu em 1954, sob a direção de Octávio Marcondes Ferraz. Ainda em 1954, as primeiras linhas de transmissão, destinadas a Recife, Salvador, Aracaju, Maceió e João Pessoa, foram concluídas.

As obras da usina de Paulo Afonso II começaram em 1955 e suas duas primeiras unidades geradoras entraram em funcionamento no final de 1961, com capacidade nominal de 75.000 kW cada uma. No que tange à transmissão de energia elétrica, a Chesf providenciou a construção de mais de 1.000 km de linhas na segunda metade da década de 1950. Nesse período, 30 subestações entraram em operação.

Em 1964, a Chesf colocou em serviço a terceira unidade de Paulo Afonso II, com capacidade nominal de 75 MW. Até o final de 1967, entraram em operação as três últimas unidades da usina, com 85 MW, passando Paulo Afonso II a contar com uma capacidade instalada de 480 MW. As obras civis de Paulo Afonso III começaram em 1965 e foram encerradas em 1971, com a entrada em operação de duas unidades de 216 MW. Em 1974 foram inauguradas mais duas máquinas de igual potência, completando a capacidade final da usina de 864 MW. 

A construção da usina de Moxotó (Apolônio Sales) foi iniciada em 1971 e no ano seguinte começa a ser construída Paulo Afonso IV, a última usina do complexo de Paulo Afonso. 

Em 1973, a companhia deu início à construção da hidrelétrica de Sobradinho, em área pertencente aos municípios de Juazeiro e Casa Nova, no estado da Bahia. No final de 1979, entrou em operação a primeira máquina de Sobradinho e até 1981 mais cinco unidades geradoras entraram em funcionamento. 

As obras da usina de Itaparica (Luiz Gonzaga), foram iniciadas em 1979, localizada no médio São Francisco, em área dos municípios de Petrolândia (PE) e Glória (BA). 

Além das usinas instaladas no rio São Francisco, a empresa incorporou os aproveitamentos hidrelétricos de Boa Esperança (Presidente Castelo Branco), Funil, Pedra, Araras (Paulo Sarasate) e Coremas (Estevão Marinho) que ampliaram sua capacidade geradora em pouco mais de 150 MW. 

A partir da década de 1980, a Chesf investe em seis unidades geradoras a gás natural, totalizando 112 MW, para serem instaladas em Camaçari e desenvolve em conjunto com a Eletrobras o plano de aproveitamento hidrelétrico de Xingó. As obras iniciam em 1987 e a usina é inaugurada em 1994. 

Atualmente a Chesf possui 12 Hidrelétricas, 2 parques eólicos em operação e, a partir de 2018 iniciou a produção de energia através de fonte solar com a implantação da Plataforma Fotovoltaica de Petrolina A potência total instalada do parque gerador da Chesf é de pouco mais de 10.000,00 MW.


Referencias utilizadas:

Site institucionais da Chesf: //www.chesf.gov.br/empresa/Pages/PerfilChesf/PerfilChesf.aspx

CENTRO DA MEMÓRIA DA ELETRICIDADE NO BRASIL. Panorama do setor de energia elétrica do Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro (RJ): Memória da Eletricidade, 2006.