Usinas
Usina Hidrelétrica Luís Dias
Compartilhar
Nome
Usina Hidrelétrica Luís Dias
Número de registro
BC.REF-US.005
Categoria
UHE
Empresa
Município/Estado
Itajubá/Maria da Fé - MG
Localização
Região
Sudeste - SE
Latitude
22° 26'
Longitude
45° 27'
Potência
2.430 kW
Inauguração
00/00/1914
Operação
00/00/1914
Histórico
A Usina Hidrelétrica Luís Dias, também conhecida como Usina Hidrelétrica Lourenço Velho, do tipo fio d'água, localiza-se no rio Lourenço Velho, bacia hidrográfica do rio Grande, distante aproximadamente 20 quilômetros do município de Itajubá pela estrada que liga Itajubá ao município de Maria da Fé, estado de Minas Gerais. Foi inaugurada no primeiro trimestre de 1914, tendo sido construída pela Companhia Industrial Força e Luz. Contava, inicialmente, com duas unidades geradoras com 810 kW cada, totalizando capacidade instalada de 1.620 kW. Em 1927, foi instalada a terceira unidade geradora, também com 810 kW de potência, aumentando a capacidade da usina para 2.430 kW. Em 1942, a usina foi adquirida pela Companhia Sul Mineira de Eletricidade (CSME). Em 11 de novembro de 1969, por ocasião da mudança de ciclagem do sistema, a freqüência de geração da usina foi alterada de 50 para 60 Hz, o que acarretou a mudança de rotação do eixo das turbinas e geradores de 600 para 720 rpm. Em 1975, a usina foi encampada pela Centrais Elétricas de Minas Gerais S.A. (Cemig), atual Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), e foi, posteriormente, incorporada ao Sistema Regional Sul, para o qual é de grande importância, devido à sua participação em pontas de carga e na regularização de tensão nos municípios de Maria da Fé e Itajubá, além de auxiliar no atendimento de emergência em caso de falhas da interligação do sistema. As unidades geradoras 1 e 2 foram totalmente reformadas entre 1980 e 1982 e, na unidade geradora 3, ocorreram manutenções corretivas no rotor da turbina e no gerador, na década de 1980. Em 1987, foi construído novo canal adutor e todos os painéis de controle foram reformados. A usina encontra-se paralisada desde 1992, ano em que foram iniciadas reformas visando seu retorno à operação em 1998, com base em convênio firmado entre a Cemig, a Prefeitura Municipal de Itajubá e a Escola Federal de Engenharia de Itajubá (Efei).
Situação atual
Usina desativada em 1992.
Última atualização
00/00/1999