Personalidade do Setor
Cesar Rabello
Compartilhar
Nome
Cesar Rabello
Nome para referências
RABELLO, Cesar
Verbete

Cesar Rabello era engenheiro civil e realizou com seus colegas de turma, Luiz Cantanhede e Sampaio Correa, o projeto de abastecimento de água e serviço de esgoto para São Paulo de Muriaé.

Mudou-se para o estado de São Paulo, onde trabalhou por quatro anos na Estrada de Ferro Paulista, sob a direção de Torres Neves e Francisco Monlevade. No ano de 1905, o titular retornou ao Rio de Janeiro onde se juntou ao Grupo Guinle, dedicando-se, desde então, ao desenvolvimento da eletricidade no Brasil.

Atuou no cargo de diretor-técnico da Companhia Brasileira de Energia Elétrica - CBEE, iniciando a construção da Usina Hidrelétrica de Alberto Torres, mais conhecida como Usina de Piabanha, a qual começou a operar em 1909, garantindo o abastecimento de energia elétrica das cidades de Petrópolis e Niterói.

Rabello participou da construção da Usina Hidrelétrica de Bananeiras, no rio Paraguaçu, no município de Santo Estevão de Jacuípe, na Bahia. No ano de 1920, a Usina Hidrelétrica de Bananeiras foi inaugurada, promovendo o fornecimento de energia elétrica ao recôncavo baiano e à capital do estado e assegurando o abastecimento energético à iluminação pública e doméstica e aos transportes urbanos de Salvador. Com a incorporação da CBEE pelo Grupo de Empresas Elétricas, Cesar Rabello continuou como membro do Conselho Consultivo, tendo seu mandato sucessivamente renovado.

Soma-se ao seu currículo suas atividades como diretor-presidente da Companhia Energia Elétrica da Bahia - Coelba, diretor da CBEE, diretor da Companhia Força e Luz de Minas Gerais - CFLMG, membro do Conselho Fiscal da Companhia Mineira de Eletricidade - CME e consultor técnico das Docas de Santos. Cesar Rabello recebeu do governo a condecoração com a Ordem do Mérito, se tornando, assim, o primeiro engenheiro a alcançar a distinção pelos numerosos e proveitosos serviços profissionais prestados no Brasil.

Trajetória profissional

Engenheiro civil e acionista da Companhia Brasileira de Energia Elétrica (CBEE) desde a sua criação, em 27 de maio de 1909, onde participou da construção das principais usinas da empresa.

Integrou a diretoria da CBEE a partir de 1927, data de incorporaçlão da empresa pela American and Foreign Power Company (Amforp).

Formação Acadêmica
Engenheiro civil