Conjunto de fotos da Barragem da Usina Hidrelétrica de Fontes Nova

Iconografia do Acervo

Luiz H. Romagnoli
Consultor de conteúdo

Jornalista formado pela Escola de Comunicação da UFRJ, foi repórter e subeditor do caderno de cultura do Globo (RJ), além de editor-adjunto de Esportes e editor do suplemento de carros do mesmo jornal. Numa segunda passagem pelo Globo, exerceu a função de gerente de produtos, negócios e projetos especiais. Na Globo.com e TV Globo, foi gerente de conteúdo/editor-chefe dos sites GloboEsporte.com, Big Brother Brasil, Ego e dos programas de entretenimento da emissora (Projac). Na Memória da Eletricidade, é editor do site e consultor.

Compartilhar

Um dos tesouros do Acervo da Memória da Eletricidade é o conjunto iconográfico referente à barragem da Usina Hidrelétrica de Fontes Nova. A fotografia que ilustra o alto deste artigo foi doada pela Light e mostra vista aérea da barragem. Há ainda um conjunto de nove fotografias que registram etapas da construção da represa, doadas ao Acervo pelo engenheiro Benedito Dutra.

Atualmente conhecido como Complexo de Lajes-Light, a Usina Hidrelétrica de Fontes Nova começou a ser construída em 1903, nas bacias dos rios Piraí, Paraíba do Sul e do Guandu (Ribeirão das Lajes). O objetivo da obra era abastecer de energia e água a cidade do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, capital do Brasil. A usina entrou em operação em 23 de maio de 1908, com 24 MW de potência nominal. Para a construção da usina, foram necessárias diversas transposições de rios. Outra consequência da obra foi o desaparecimento da cidade histórica de São João Marcos, cujas ruínas hoje fazem parte de um parque arqueológico.

O Complexo Lajes-Light fica entre os municípios de Rio Claro e Piraí e é composto por Reservatório de Lajes, Reservatório de Tocos, Barragem de Tocos, Reservatório de Lajes, Barragem de Lajes e pelas usinas de Fontes. A Usina Fontes Nova possui capacidade de 132 MW, com três unidades geradoras de 44 MW cada.

Fontes era, na época da imagem destacada acima (1909), a maior usina do Brasil e uma das maiores do mundo. Para permitir o armazenamento de água necessário à sua operação, foi construída, nesse período, a primeira barragem do reservatório de Lajes – barragem de Salto.

Luiz H. Romagnoli
Consultor de conteúdo

Jornalista formado pela Escola de Comunicação da UFRJ, foi repórter e subeditor do caderno de cultura do Globo (RJ), além de editor-adjunto de Esportes e editor do suplemento de carros do mesmo jornal. Numa segunda passagem pelo Globo, exerceu a função de gerente de produtos, negócios e projetos especiais. Na Globo.com e TV Globo, foi gerente de conteúdo/editor-chefe dos sites GloboEsporte.com, Big Brother Brasil, Ego e dos programas de entretenimento da emissora (Projac). Na Memória da Eletricidade, é editor do site e consultor.

?>