Usinas
Usina Hidrelétrica Peti
Compartilhar
Nome
Usina Hidrelétrica Peti
Número de registro
BC.REF-US.006
Categoria
UHE
Empresa
Município/Estado
São Gonçalo do Rio Abaixo - MG
Localização
Região
Sudeste - SE
Latitude
19° 52'
Longitude
43° 24'
Potência
9,4 MW
Data de Construção
00/00/1941
Operação
01/01/1946
Histórico
A Usina Hidrelétrica Peti, do tipo bacia de acumulação, localiza-se no rio Santa Bárbara, bacia do rio Doce, sub-bacia do rio Piracicaba, no município de São Gonçalo do Rio Abaixo, estado de Minas Gerais. Pertenceu à Companhia Força e Luz de Minas Gerais (CFLMG) e entrou em operação no segundo trimestre de 1905. Contava originalmente com uma unidade geradora de 252 kW. O arranjo da usina abrange a barragem de concreto, com 43 metros de altura máxima e 54 metros de comprimento de crista. O vertedouro, incorporado à barragem, conta com seis comportas de 5,50 metros de altura por 6 metros de largura. A casa de força está situada a cerca de 1,30 quilômetro a leste da barragem. É servida por um túnel adutor, que liga à tomada d'água, 200 metros a montante da extremidade direita da barragem. Encontram-se instalados e em operação dois grupos geradores, um com 5.000 kW e outro com 4.000 kW, instalados em 1946 e 1948, respectivamente. A usina abriga a Estação de Pesquisa e Desenvolvimento Ambiental de Peti, inaugurada em 22 de setembro de 1983. A Estação possui 603,79 hectares de área terrestre e mais 708 hectares de reservatório e desenvolve estudos de conhecimento da ecologia terrestre e aquática, monitoramento e manejo da fauna e flora, pesquisas de reprodução e reintrodução de espécies autóctones e programas de educação ambiental. Localizada no contraforte da serra do Espinhaço, na zona de transição da Mata Atlântica interiorana para o cerrado, encontra-se em altitudes que variam de 630 a 806 metros. Em 1973, passou ao controle da Centrais Elétricas de Minas Gerais S.A. (Cemig), posteriormente denominada Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).
Situação atual
Usina em operação.
Última atualização
00/00/1999
Fontes consultadas
www.cemig.com.br