Biblioteca
A energia elétrica no parque industrial carioca
Compartilhar


AVISO!
Informamos que, devido a um processo de reorganização interna, os atendimentos à pesquisas virtuais e presenciais estão temporariamente suspensos.

Retomaremos este serviço assim que possível, com ainda mais possibilidades de pesquisa aos nossos usuários.

Cordialmente,
Gerência de Acervo e Pesquisa

Título
A energia elétrica no parque industrial carioca
Subtítulo
1880-1920
Créditos
Sérgio Lamarão ; orientadora : Eulália Maria Lahmeyer Lobo
Tipo documental
Origem
Nacional
Dados da publicação
Niterói, RJ : UFF
Data de Publicação
1997
Dimensões
30 cm
Nº de páginas
365
Nota de resumo
O objetivo central do presente trabalho é examinar as condições de ingresso da energia elétrica como força motriz no parque industrial da cidade do Rio de Janeiro. O texto - apesar de recuar ao inicio do século XIX, buscando não só traçar a gênese das atividades de transformação na ex-capital brasileira, como também acompanhar a trajetória do fenômeno elétrico em escala mundial - centra seu foco no período que se estende de 1880 a 1920. A delimitação temporal proposta não é, naturalmente, fortuita. A década de 1880, o marco inicial, assinala a arrancada de indústria no Rio de Janeiro, bem como a realização das primeiras experiências e aplicações da energia elétrica, então dirigidas para a iluminação e o transporte público. O ano de 1920, por seu turno, oferece evidências estatísticas cabais do avanço da eletricidade como principal modalidade de força motriz na indústria, superando o vapor e o gás. Ademais, os dados fornecido pelo Recenseamentode 1920confirmam a perda da hegemonia da indústria carioca no plano nacional, em proveito de São Paulo, processo para o qual a energia elétrica constitui uma das várias explicativas. Como hipótese básica, partiu-se da suposição de que a eletricidade só veio a interferir de forma efetiva nos rumos do desenvolvimento industrial carioca após a entrada em cena da Rio de Janeiro LIght and Power, empresa canadense que, com a inauguração da hidrelétrica de Fontes em 1908, passoua monopolizar uma ampla gama de serviços urbanos no Rio. Para indústria, a Rio Light representou a garantia de oferta abundante , regular e barata de energua elétrica, o que a autoprodução nem de longe conseguia atingir.
Notas
Tese (Doutorado) - Apresentada ao Programa de Pós-graduação em Geografia do Instituto de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Federal Fluminense.
Bibliografia : p. 354 - 365.