27/08/2013

Novo arquivo de filmes no Rio de Janeiro

0   0

Foi inaugurado no dia 6 de agosto, no Rio de Janeiro, o novo prédio da Reserva Técnica e Preservação do Centro Técnico Audiovisual – CTAv.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, o secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura Leopoldo Nunes, o diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, o presidente da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual – ABPA, Hernani Heffner, o coordenador-geral do CTAv, Roberval Duarte e os cineastas Orlando Senna e Roberto Farias inauguraram o CTAv em solenidade prestigiada também por produtores, cineastas e professores. A inauguração contou com o lançamento dos cursos de Preservação Audiovisual e Dramaturgia Contemporânea - produção seriada, com início previsto para outubro deste ano.

Fundado em 1985, O CTAv foi resultado da parceria entre a antiga Embrafilme e o National Film Board do Canadá. É vinculado desde 2003 à Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, e atua na preservação, na produção e na difusão do audiovisual brasileiro, oferecendo apoio a profissionais e empresas do setor por meio do fornecimento de serviços de mixagem, transfer, empréstimo, pesquisa, acervo e apoio a festivais. O novo arquivo apresenta as condições arquitetônicas e climatológicas exigidas para a preservação de acervos audiovisuais segundo os padrões da FIAF – Federação Internacional de Arquivos de Filmes e o espaço conta com dois andares para depósitos de guarda de material, incluindo área técnica para equipamentos de refrigeração, área de trabalho para revisão de materiais, expedição e administração do acervo.

Em destaque, o curso de Preservação de Materiais Audiovisuais que abordará temas como identificação, metodologias de catalogação, uso de matrizes, restauração foto-química e digital de filmes e formação de projecionistas, para que seja possível operar a projeção de acervos audiovisuais em película. Hernani Heffner, em sua apresentação, citou Gustavo Dahl ressaltando que a preservação faz parte da cadeia produtiva do audiovisual. Segundo Heffner, "parece o último elo, mas é mais durável – é preciso um trabalho complexo, base técnica e científica para que uma obra possa ser conhecida por outras gerações, para que os acervos possam ser preservados e devolvidos às suas comunidades". Em seguida, a ministra Marta Suplicy lembrou do compromisso do Ministério em tornar mais fácil o trabalho de quem lida com cultura e a importância da preservação "seja em museus, igrejas ou cinema" na construção da imagem e no legado da identidade do país. 

FICA A DICA

Centro Técnico Audiovisual – CTAv

Av. Brasil, 2.482 – Benfica

Rio de Janeiro (RJ)

Para mais informações, acesse o site http://www.ctav.gov.br/

Fonte:





Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox