25/07/2017

Memória da Eletricidade participará da Flip pela primeira vez

0   0

Instituição apresentará o livro “Energia elétrica e urbanização na cidade do Rio de Janeiro”

 

A Memória da Eletricidade participará, pela primeira vez, da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que começa na quarta-feira (26) e vai até domingo próximo. A Memória levará ao evento o livro “Energia elétrica e urbanização na cidade do Rio de Janeiro”, lançado em março, que aborda a importância da eletricidade no processo de reordenação urbana, ocorrido na então capital federal no início do Século XX. 

A Flip homenageia, este ano, o escritor Lima Barreto, cuja obra foi escrita durante parte do período enfocado pelo livro, que vai até o início dos anos 40. “Normalmente, a Memória não participaria de um evento puramente literário como a Flip. No entanto, diante do fato de Lima Barreto ter sido um escritor que viveu intensamente a época a que se refere o nosso livro, ficamos atraídos por essa oportunidade de levar nosso trabalho além das fronteiras do setor elétrico”, afirma a diretora executiva da instituição, Helena Guido. 

Editado pela Memória da Eletricidade, centro de preservação e memória do setor elétrico brasileiro, o livro “Energia elétrica e urbanização na cidade do Rio de Janeiro” tem 320 páginas e conta com mais de duas centenas de fotos e ilustrações provenientes do acervo da própria Memória, da Fundação Biblioteca Nacional, do Arquivo Nacional, do Arquivo Geral da Cidade, do Clube de Engenharia e de outras instituições. 

O livro recua até 1870 para contar o papel da energia elétrica na urbanização da antiga capital federal. Ao longo dos seus cinco capítulos, examina as relações entre o desenvolvimento do tecido urbano e o consumo de energia elétrica do Rio de Janeiro, que ganharam impulso decisivo no início do século passado, quando as inovações tecnológicas relacionadas à produção, transmissão e distribuição de energia elétrica concorreram para disseminação da nova forma de energia. 

No Rio, a energia elétrica foi um dos carros-chefes da reforma urbana implementada durante a gestão do prefeito Pereira Passos, tratada em detalhes no livro, que abrange alguns dos temas que permeiam a transformação da então capital federal numa metrópole moderna: a expansão dos meios de transporte e dos serviços de iluminação e seu impacto sobre a malha urbana; o fornecimento regular de energia elétrica para as indústrias e suas consequências para a economia da cidade; a evolução de algumas formas de sociabilidade, em especial as que dizem respeito ao lazer; e a verticalização das construções e as mudanças nos hábitos domésticos que modificaram profundamente o conceito de morar.   

Sobre a Memória da Eletricidade 

O Centro da Memória da Eletricidade no Brasil - Memória da Eletricidade é uma entidade cultural sem fins econômicos, instituída em 1986 por iniciativa da Eletrobras, e mantida por empresas e órgãos do setor de energia elétrica brasileiro. Seu objetivo é preservar a história da formação e do desenvolvimento da indústria da eletricidade no país. 

Informações adicionais:    

Ivson Alves e Rayssa Dias: (21) 3590-5972






Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox