Consolidação e crise do modelo estatal (1964-1990)

1971

Criação, pela Lei Estadual nº 9.477, de 5 de julho, da Companhia de Eletricidade do Ceará (Coelce), autorizada a funcionar pelo Decreto nº 69.469, de 5 de novembro do mesmo ano, nas áreas de distribuição e transmissão de energia elétrica. Incorporou diversas empresas estaduais – Companhia de Eletrificação Centro Norte do Ceará S.A. (Cenorte) e Companhia de Eletricidade do Cariri (Celca), em 1972, e Companhia Nordeste de Eletrificação de Fortaleza (Conefor) e Companhia de Eletrificação do Nordeste (Cerne), no ano seguinte. Passou à denominação Companhia Energética do Ceará (Coelce) em 1987. Foi adquirida pelo Consórcio Distriluz, formado pela empresa chilena Enersis, pela espanhola Empresa Nacional de Electricidad S.A. (Endesa) e pela Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro (Cerj) em leilão de privatização ocorrido em abril de 1998.




Membros Instituidores e Mantenedores:

Eletrobras Eletrobras Eletrobras Eletrobras

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox