Consolidação e crise do modelo estatal (1964-1990)

1971

Criação, pela Lei Estadual nº 9.477, de 5 de julho, da Companhia de Eletricidade do Ceará (Coelce), autorizada a funcionar pelo Decreto nº 69.469, de 5 de novembro do mesmo ano. A Coelce incorporou a Companhia de Eletrificação Centro Norte do Ceará S.A. (Cenorte) e a Companhia de Eletricidade do Cariri (Celca) em 1972 e, no ano seguinte, a Companhia Nordeste de Eletrificação de Fortaleza (Conefor) Em 1987, adotou a denominação de Companhia Energética do Ceará (Coelce). Em leilão de privatização ocorrido em abril de 1998, foi adquirida pelo Consórcio Distriluz, formado pela empresa chilena Enersis, pela espanhola Empresa Nacional de Electricidad S.A. (Endesa) e pela Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro (Cerj).




Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox