Lâmpadas néon


Em 1902, o químico francês Georges Claude, ao tentar extrair oxigênio puro do ar para o uso em hospitais, descobriu os chamados gases nobres, mais precisamente, gases que não reagem com outros elementos. Claude experimentou então passar uma corrente elétrica por um tubo contendo diferentes gases nobres e percebeu que um deles, o gás néon, nessas circunstâncias, produzia uma luz intensa, brilhante e de cor alaranjada.

Alheio à corrida entre os vários cientistas e inventores que tentavam melhorar o desempenho e o desenho da lâmpada elétrica, inventada por Thomas Edison em 1879, Claude não deu muita importância para sua descoberta. Alguns anos depois, estimulado pelo publicitário Jaques Fonseque, Claude iniciou uma série de novas experiências, misturando outros gases ao néon e introduzindo-os em tubos com formatos diferentes.

As novas misturas proporcionaram novas cores, e Claude resolveu então, além de fazer uma demonstração pública de suas lâmpadas em Paris, montar uma pequena fábrica de letreiros luminosos, em 1910. Dois anos depois, o químico instalou seu primeiro letreiro em uma barbearia no bairro de Montmartre e, em 1919, ergueu um enorme sinal sobre a entrada da Ópera de Paris, iniciando uma revolução no mercado da sinalização.

Entretanto, foi nos Estados Unidos que as luzes de néon realmente se difundiram. Claude fez seu primeiro letreiro americano, em 1923, para uma revendedora de automóveis em Los Angeles, e, cerca de cinco anos depois, só em Nova York, já havia cerca de 750 estabelecimentos com letreiros feitos com o gás nobre néon.

CURIOSIDADE
Você sabia que as lâmpadas néon foram utilizadas pela primeira vez no Rio de Janeiro (RJ) para comemorar o feriado de 7 de setembro? Foi em 1927, quando o então presidente da República, Washington Luís, organizou uma grande festa nos jardins do Palácio Guanabara, em comemoração à independência do Brasil. Depois disso, lâmpadas néon importadas passaram a ser comercializadas por aqui, mas o uso de letreiros luminosos só virou moda na década de 1950, depois da Segunda Guerra Mundial.




Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox