Políticas de governo e empresas públicas (1948-1963)

1956

Criação, pelo Departamento de Águas e Energia do Estado de São Paulo, da Comissão de Desenvolvimento Econômico do Vale do Paraíba. A Comissão apresentou ao Conselho Nacional de Águas e Energia Elétrica (Cnaee) plano de regularização do rio, com a previsão da construção dos reservatórios de Paraitinga, Paraibuna, Santa Branca, Jaguari, Buquira, Funil, Turvo e Caraguatatuba.
Usina Hidrelétrica Mascarenhas, no rio Doce, entre os municípios de Baixo Guandu (ES) e Aimorés (MG). S/d. Acervo Escelsa

Criação, pela Lei Estadual nº 832, de 4 de agosto, da Centrais Elétricas Matogrossenses S.A. (Cemat), constituída em 1958. A empresa passou a gerenciar as usinas hidrelétricas Alto Paraguai ou Pedro Pedrossian, de 1953, e Casca II ou Fernando Correa da Costa, de 1954. Nas quatro décadas seguintes, inúmeros outros empreendimentos hidrelétricos entraram em operação, dentre os quais Torixoréu, de 1962; Casca III, de 1971; Braço Norte, de 1986; e Primavera, de 1995. Com a formação do estado do Mato Grosso do Sul e por determinação do Decreto Estadual nº 10, de 1º de janeiro de 1979, ocorreu a cisão da Cemat, da qual se originou a Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. (Enersul). A Cemat abriu seu capital em 1994 e, entre 1996 e 1997, foi administrada pelo governo do estado e pela Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobrás), sob a intervenção do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Foi adquirida pelo consórcio Vale do Paranapanema, formado pelo grupo Rede e pela Inepar Energia, em leilão de privatização realizado em novembro de 1997.
Assinatura de contrato entre o governo do estado do Amapá e a firma Tehint, objetivando a construção da Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes. Presentes o governador do Amapá, Janari Nunes, e outras autoridades. 1960. Acervo CEA

Fundação, em 30 de junho, da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), a mais antiga concessionária pública estadual da Região Norte, com base na Lei nº 2.740, de 2 de março, que autorizou o então território do Amapá a organizar a empresa. Destinada a construir e explorar os sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica no estado, a empresa inaugurou, ainda em 1956, três usinas termelétricas no município de Macapá – Santa Maria do Macacoari, Carmo do Macacoari e Pedra Branca – e deu início aos estudos para a construção da futura usina hidrelétrica Coaracy Nunes. A usina, também conhecida como Paredão, aproveitaria o potencial do rio Araguari, na cachoeira do Paredão e passou à responsabilidade da Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. (Eletronorte), que a inaugurou em 1976.

Obras de construção do vertedouro da Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes, no rio Araguari, entre os municípios de Amapá (AP) e Macapá (AP). 1965.





Constituição, em 6 de setembro, da Espírito Santo Centrais Elétricas S.A. (Escelsa), a partir de autorização de 1953, com o objetivo de implementar o Plano de Eletrificação do Estado do Espírito Santo e, como previa a sua primeira etapa, construir e administrar a Usina Hidrelétrica Rio Bonito, inaugurada em 1959. Dentre os demais empreendimentos da empresa, teve destaque a entrada em operação, em 1965, da Usina Hidrelétrica Suíça e, em 1973, da Usina Hidrelétrica Mascarenhas, cujo projeto e primeira etapa da construção foram de responsabilidade da Companhia Central Brasileira de Energia Elétrica (CCBFE), empresa incorporada pela Escelsa em 1968. A Escelsa foi incluída no Programa Nacional de Desestatização em 1992, tornando-se a primeira concessionária estatal a ser privatizada, em leilão realizado em julho de 1995 na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. Foi adquirida pelo consórcio formado pela Iven S.A. (Banco Pactual, Banco Icatu, Citybank e Opportunity) e GTD Participações (reunindo 11 fundos de pensão). Em 1999, a EDP Eletricidade de Portugal S.A. adquiriu 73,12% do capital acionário da Iven S.A.




Membros Instituidores e Mantenedores:

Eletrobras Eletrobras Eletrobras Eletrobras

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox