Georg Ohm


Georg Simon Ohm

Físico, químico, e professor alemão, descobridor dos fundamentos da eletrocinética, que estuda as correntes elétricas em movimento.

16/03/1789 06/07/1854

Georg Simon Ohm nasceu na cidade de Erlangen, em 1789, filho de um próspero mestre serralheiro, autodidata esforçado que admirava matemática, física, química e filosofia. Ohm estudou no ginásio de Erlangen, que enfatizava o aprendizado de interpretação e tradução de textos, e se formou em física pela Universidade de Erlangen em 1813. Ohm então se tornou professor de matemática em um instituto de educação em Gottstad. Em 1817, Ohm recebeu um convite para lecionar matemática e física no ginásio jesuíta de Colônia, que estimulava a formação científica e tinha um laboratório bem equipado. Foi em Colônia que ele passou a se interessar por eletricidade e magnetismo. Seu primeiro artigo científico foi publicado em 1825 e versava sobre a condução de eletricidade por determinados metais. Em 1826, Ohm aceitou um emprego temporário para dar aulas na Escola de Guerra de Berlim, onde esperava que suas qualificações lhe abrissem as portas para o sonhado título de professor universitário. Logo se revelou um hábil pesquisador, desenvolvendo experiências com instrumentos que ele mesmo fabricava e descobrindo as leis que regem a condução de energia elétrica, os materiais condutores, semicondutores e as resistências, e ainda relacionando potencial, resistência e corrente elétrica. O resultado de suas pesquisas foi publicado em 1827. Em 1830, Ohm comprovou matematicamente o fenômeno da polarização das pilhas e passou a medir a tensão das correntes elétricas por meio de um eletroscópio. Descobriu que a tensão das correntes nas pilhas aumentava quando também aumentava o número de pares metálicos da mesma. O trabalho de Ohm não encontrou aceitação universal e reconhecimento rápido, em grande parte porque, naquela época, os cientistas não utilizavam a matemática no estudo da física. Em 1833, Ohm conseguiu o tão almejado título de professor universitário, passando a lecionar na Escola Politécnica de Nuremberg. Em 1841, ele teve seu trabalho reconhecido no exterior e ganhou uma medalha Copley da Royal Society de Londres. Na Alemanha, seu país de origem, suas teorias só foram reconhecidas depois. Em 1849, Ohm assumiu a cadeira de física experimental da Universidade de Munique, onde ficou até a sua morte. O seu nome ficou associado à unidade de resistência elétrica.





Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox