Privatização e reformas (1992-2010)

1996

Ocorreu um erro nesta página!
Arquivo: '' não encontrado!

Usina Hidrelétrica Cachoeira Dourada, no rio Parnaíba, entre os municípios de Itumbiara (GO) e Cachoeira Dourada (MG). S/d. Acervo Celg

Criação da Centrais Elétricas de Cachoeira Dourada S.A. (CDSA), a partir da cisão da Centrais Elétricas de Goiás S.A. (Celg), autorizada pela Lei nº 12.887, de 17 de junho, tendo como principal ativo a usina hidrelétrica do mesmo nome, localizada no rio Parnaíba, no município de Cachoeira Dourada (GO), com 658 MW de capacidade instalada. A CDSA foi a primeira empresa geradora privatizada no país, em leilão realizado em 5 de setembro de 1997, sendo adquirida por consórcio liderado pela espanhola Empresa Nacional de Electricidad S.A. (Endesa). Em 2016, passou para o controle da multinacional italiana Enel.

Privatização, em leilão realizado em 21 de maio, da Light Serviços de Eletricidade S.A. Em 4 de junho, seus novos controladores – AES Coral Reef Inc., EDF Internacional S.A. (EDFI), Houston Industries

Energy Inc., BNDES Participações e Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) – assinaram contrato de concessão de serviços públicos de energia elétrica no território fluminense pelo prazo de 30 anos.

Privatização, em leilão realizado em 20 de novembro, da Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro (Cerj), adquirida por consórcio formado pela empresa chilena Chilectra S.A., pela Eletricidade de Portugal (EDP) e pela espanhola Empresa Nacional de Electricidad S.A. (Endesa). A venda da Cerj inaugurou as privatizações das concessionárias estaduais de energia elétrica. Em 2004, teve sua denominação alterada para Ampla Energia e Serviços. Em 2016, adotou a marca de seu novo acionista controlador, a multinacional italiana Enel, recebendo a denominação Enel Distribuição Rio.

Instituição, pela Lei nº 9.427, de 26 de dezembro, da autarquia especial Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O novo órgão regulador, cuja estrutura regimental foi aprovada pelo Decreto nº 2.335, de 6 de outubro de 1997, substituiu o Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica (Dnaee), tendo por finalidade a regulação e a fiscalização da produção, transmissão e comercialização de energia elétrica no país.





Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox