Condicionador de ar


Condicionador de ar Carrier de 1930. Reproduzido do livro Science and Society

Até 1902, quando o engenheiro norte-americano Willis Carrier criou o primeiro condicionador de ar mecânico, uma bacia de gelo suspensa era o sistema mais utilizado para refrescar os ambientes. Este mecanismo, que contava também com abanadores, havia sido instalado pela primeira vez em um hospital da Flórida, no final do século XIX, para proporcionar maior conforto aos pacientes de malária. Todavia, ainda era preciso encontrar uma maneira mais eficiente para reduzir a temperatura do ar e, nesse sentido, vários estudos vinham sendo feitos em todo o mundo.

Willis Carrier tinha também um outro objetivo: eliminar a umidade que deformava os papéis utilizados na impressão de fotografias e jornais da Companhia Editora e Litográfica Sackett-Wilhems de Nova York. Foi pensando nisso que ele desenvolveu uma máquina que fazia o ar do ambiente circular através de condutores resfriados por um compressor de amônia, utilizando como ponto de partida o sistema concebido em 1859 pelo francês Ferdinand Carré, durante suas pesquisas para criar a geladeira.

O aparelho de Carrier, surpreendentemente, cumpria quatro funções diferentes: limpava, refrescava, fazia circular e retirava a umidade do ar. Por isso, a patente do condicionador de ar foi concedida ao engenheiro em 1906.
Em 1914, um dos equipamentos fabricados por Carrier foi usado pela primeira vez numa residência, no estado norte-americano de Minnesota e, no mesmo ano, o engenheiro instalou o seu primeiro condicionador de ar hospitalar, em Pittsburgh. O sistema eliminava a umidade do berçário para bebês prematuros, contribuindo para reduzir a mortalidade causada por problemas respiratórios.

Willis Carrier fundou a Companhia de Engenharia Carrier em 1915 e aperfeiçoou o aparelho, passando a utilizar um novo gás refrigerante não inflamável, o freon, mais apropriado para uso em sistemas de menor capacidade, além de mais seguro e barato. A empresa passou então a fabricar unidades para fins comerciais e, por volta do início da década de 1930, o condicionador de ar Carrier já podia ser encontrado em grande número por toda a cidade de Nova York.

CURIOSIDADE

Você sabia que o projeto do Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi o primeiro do Brasil a contar com um sistema de refrigeração do ar? O teatro foi construído entre 1905 e 1909, com base no projeto arquitetônico de Oliveira Passos. O sistema de ventilação e refrigeração foi moldado pela Siemens, que já havia instalado um sistema igual no Teatro Municipal de Nuremberg. Dois ventiladores enormes introduziam o ar, refrigerado por compressores a base de gás sulfuroso, pelo teto da plateia e do palco. O operador ou maquinista, como era chamado na época, precisava ligar o equipamento duas horas antes do espetáculo.




Membros Instituidores e Mantenedores:

Eletrobras Eletrobras Eletrobras Eletrobras

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox