Capital estrangeiro e grupos privados nacionais (1898-1929)

1905

Entrada em operação da primeira usina do estado do Acre, a termelétrica Cruzeiro do Sul, localizada no município de mesmo nome. Utilizava lenha como combustível e possuía dois geradores, com potência de 12 e 16 kW, respectivamente.
Inauguração da Usina Hidrelétrica Maurício, localizada no rio Novo, município de Leopoldina (MG). 1908. Acervo CFLCL

Criação da Companhia Força e Luz Cataguazes-Leopoldina (CFLCL), para exploração de energia elétrica e comércio de materiais elétricos nos municípios de Cataguazes e Leopoldina, no estado de Minas Gerais, por iniciativa dos advogados José Monteiro Ribeiro Junqueira e Norberto Custódio Ferreira e do comerciante João Duarte Ferreira. Em 1908, a companhia inaugurou a Usina Hidrelétrica Maurício, com 800 kW, localizada no rio Novo, no município de Leopoldina (MG), destinada ao fornecimento de energia elétrica a este município e ao de Cataguazes. A CFLCL explorou os serviços de telefonia nos municípios mineiros de Ubá, Leopoldina, Rio Novo, Além Paraíba, Visconde do Rio Branco, Mar de Espanha, São João Nepomuceno, Rio Pomba, Guaraná, Guarani e Bicas, por intermédio de parceria firmada com a empresa Rio de Janeiro & São Paulo Telephone Company. Adquiriu a Serviços Elétricos de Muriaé, em 1910; a Companhia Pombense de Eletricidade, em 1918; a Empresa Força e Luz Além Paraíba, em 1949; mais tarde, na década de 1970, a Companhia Leste Mineira de Eletricidade; e, nos anos 1990, a Empresa Industrial Miray S.A.; a Companhia de Eletricidade Nova Friburgo (Cenf); a Empresa Energética de Sergipe (Energipe); a Companhia Energética da Borborema (Celb); e a Sociedade Anônima de Eletrificação da Paraíba (Saelpa).
Interior da Usina Termelétrica Preguiça, localizada na freguesia da Conceição da Praia, em Salvador (BA). S/d. Acervo Coelba

A primeira usina do estado da Bahia, a térmica Preguiça Velha, entrou em operação. Localizada no município de Salvador, a usina foi construída pela Companhia Linha Circular de Carris da Bahia (CLC), a partir de contrato firmado com a empresa Guinle & Companhia. Utilizava óleo cru como combustível e contava, originalmente, com uma unidade geradora com 1.500 kW de potência. Em 1929, passou ao controle da Companhia Energia Elétrica da Bahia (CEEB). Foi ampliada em 1949, passando a ser conhecida como Preguiça Nova, tendo sido desativada em 1962.
Criação, em Londres da Pará Electric Railways & Lightning Company Ltd., uma das concessionárias pioneiras na geração e distribuição de energia elétrica na região Amazônica. Era responsável pela produção da energia termelétrica que permitia o abastecimento da cidade de Belém (PA). Em 1947, os serviços explorados pela empresa foram assumidos pelo Departamento Municipal de Força e Luz.




Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox