Consolidação e crise do modelo estatal (1964-1990)

1982

Lançamento do Plano de Suprimento aos Requisitos de Energia Elétrica até o ano 2000, elaborado pela Eletrobras a pedido do Ministério das Minas e Energia (MME). Conhecido como Plano 2000, o documento levou em conta as diretrizes governamentais de intensificação da utilização do carvão nacional e o alongamento do prazo de construção de algumas obras, em decorrência da desaceleração do mercado de energia elétrica e da limitação de investimentos do setor.
Criação, pela Portaria nº 1.617, de 23 de novembro, do Ministério das Minas e Energia (MME), do Grupo Coordenador de Planejamento dos Sistemas Elétricos (GCPS), como órgão colegiado responsável pelo planejamento da expansão dos sistemas elétricos brasileiros. A portaria do MME oficializou a existência do GCPS que já vinha funcionando informalmente desde 1980 por iniciativa da Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras), congregando as principais empresas geradoras do país. O GCPS passou produzir anualmente os programas decenais de geração e transmissão, tendo em conta os requisitos de mercado dos diversos sistemas elétricos, a disponibilidade para investimentos e a viabilidade físico-construtiva dos empreendimentos. Posteriormente, o GCPS incorporou também a área de distribuição, consolidando os programas decenais de geração, transmissão e distribuição num documento único intitulado Plano Decenal de Expansão. Também participou da análise e validação das novas metodologias de planejamento desenvolvidas pelas empresas e pelo Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel). Foi sucedido pelo Comitê Coordenador de Planejamento dos Sistemas Elétricos (CCPE).




Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox