Consolidação e crise do modelo estatal (1964-1990)

1975

Criação, pelo Ministério das Minas e Energia (MME), do Comitê de Distribuição órgão colegiado composto pelas empresas participantes dos Grupos Coordenadores para Operação Interligada (GCOI) que possuíam sistemas de distribuição. Dirigido pela Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobras), o CODI foi encarregado de fixar diretrizes e definir parâmetros básicos para implantação, reformulação, manutenção, operação, proteção e segurança dos sistemas de distribuição nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste.
Obras de construção da Usina Hidrelétrica Marimbondo, no rio Grande, entre os municípios de Fronteira (MG) e Icém (SP). S/d. Acervo Furnas

Entrada em operação da Usina Hidrelétrica Marimbondo, localizada no rio Grande, nos municípios de Icém (SP) e Fronteiras (MG). Construída por Furnas Centrais Elétricas S.A. (Furnas), a usina completou sua capacidade instalada de 1.400 MW em 1977. Suas oito unidades geradoras, somando com 180.500 kW de potência unitária, foram. O sistema de transmissão associado à hidrelétrica foi o primeiro da América Latina a operar na tensão de 500 kV.

Inauguração da UHE Marimbondo. 1975. Tempo: 1'28". Coleção Agência Nacional – Acervo Arquivo Nacional.

O presidente Ernesto Geisel inaugura as primeiras unidades geradoras da Usina Hidrelétrica Marimbondo e visita suas instalações. Presentes o ministro Shigeaki Ueki, os governadores de Minas Gerais, Aureliano Chaves, e de São Paulo, Paulo Egydio, o presidente da Centrais Elétricas Brasileiras S.A. – Eletrobras, Antônio Carlos Magalhães; e o presidente de Furnas Centrais Elétricas S.A., Luiz Cláudio de Almeida Magalhães.
Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes, no rio Araguari, entre os municípios de Amapá (AP) e Macapá (AP). S/d. Acervo Eletrobras

Entrada em operação da Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes ou Paredão, a primeira da região Amazônica, localizada no rio Araguari, em área dos municípios de Macapá e Amapá, no então território federal do Amapá. Sua construção foi iniciada pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) e transferida em 1974 para a Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. (Eletronorte). Com 39 MW de capacidade instalada, a usina marcou o início das atividades da Eletronorte no segmento de geração de energia.

O presidente Ernesto Geisel visita as instalações e aciona a máquina número dois da Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes. Presentes o ministro das Minas e Energia, Shigeaki Ueki; o ministro do Interior, Maurício Rangel Reis; o presidente das Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. – Eletronorte, Raul Garcia Llano; e o diretor de Operação da Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. – Eletronorte, Henrique Mello. 13 de janeiro de 1976. Tempo: 1'11". Coleção Agência Nacional – Acervo Arquivo Nacional




Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox