John Baird


John Logie Baird

Engenheiro elétrico escocês considerado o pai da televisão.

13/08/1888  14/07/1946

John Logie Baird nasceu em Helenburg, na Escócia, em 1888, e estudou engenharia elétrica no Royal Technical College e na Universidade de Glasgow. Desde cedo, Baird mostrou veia de inventor, mas suas ideias em geral não funcionavam: tentou criar diamantes aquecendo grafite, inventou uma navalha de barbear de vidro que quebrava com facilidade, e sapatos pneumáticos, que continham balões semi-inflados que estouravam com frequência. A saúde frágil o impediu de servir durante a Primeira Guerra Mundial e fazia com que sofresse constantemente com pés frios, o que o motivou a inventar uma meia térmica, com uma camada extra de algodão no interior, que até foi razoavelmente bem-sucedida.

Em 1922, já morando em Hastings, também na Escócia, Baird começou experimentos sobre a transmissão de imagens, o que o levou, dois anos depois a a se tornar o primeiro homem a enviar imagens estáticas através de um sistema mecânico de televisão analógica. Na primeira demonstração, Baird conseguiu transmitir o contorno de objetos por uma distância de cerca de um passo e, um ano mais tarde, transmitiu rostos de pessoas que podia ser reconhecidas. Em 1926, Baird fez uma demonstração para um grupo de cientistas do Royal Institute de Londres, transmitindo imagens provenientes de um protótipo de câmera, localizado em seu próprio laboratório, por um transmissor também inventado por ele.

O reconhecimento finalmene chegou e, em 1927, o cientista fundou a Baird Television Development Company e fez a primeira transmissão transatlântica de imagens, entre Londres e Nova York. Em 1928, ele inventou um tipo de aparelho gravador de vídeo, que chamou de phonovision, e realizou a primeira demonstração da televisão em cores. Dois anos depois, assinou um contrato com a BBC e fez as primeiras tentativas de sincronização entre som e imagem. Em 1931, foi a vez da primeira transmissão ao vivo. Em 1937, o sistema mecânico de varredura utilizado pelos aparelhos de Baird foi substituído pelo sistema eletrônico.

Baird também desenvolveu estudos sobre fibra óptica, radiodifusão, raios infravermelhos para visão noturna e o radar. Não há registro oficial a respeito de sua contribuição para o desenvolvimento do radar, mas de acordo com uma declaração de seu filho Malcolm, Baird teria solicitado ao governo britânico uma patente para um dispositivo que formava imagens refletidas a partir de ondas rádio, que nunca foi oficialmente reconhecida.





Membros Instituidores e Mantenedores:

ABCE CEMIG LIGHT ITAIPU BINACIONAL ELETROBRAS

Esta página está homologada para ser utilizada no navegador (browser) Mozila Firefox.
Caso você não o tenha instalado em sua máquina, utilize o link abaixo para baixá-lo.

Firefox